Frutas

Frutas

• As frutas nos oferecem uma grande variedade de cores, sabores e aromas agradáveis. São compostas basicamente de água (80%), que mata a sede e hidrata o organismo. Elas também têm açúcar (frutose), que se transforma numa grande fonte de energia para o corpo, além das vitaminas A e C e muitos sais minerais (principalmente cálcio, ferro e fósforo), nutrientes que ajudam na prevenção de doenças crônicas, inclusive alguns tipos de câncer. O ideal é comê-las com as cascas, que contêm fibras que colaboram para a formação do bolo alimentar e um bom funcionamento intestinal.
• Geralmente servidas como sobremesa, elas são indispensáveis para a saúde, pois são dotadas de propriedades medicinais e terapêuticas. Podem ter ação adstringente, emoliente, excitar as funções gástricas e intestinais, desintoxicar o organismo, dissolver e expelir os venenos e suprir as necessidades de vitaminas e sais minerais. Entretanto, para se aproveitar bem as suas propriedades nutritivas, elas devem ser consumidas quando estão perfeitamente maduras (nem verdes nem passadas).
• As vantagens das frutas também são obtidas por meio dos sucos. Prefira os naturais no lugar dos industrializados, uma vez que no processamento há perda de nutrientes e o acréscimo de conservantes e corantes.
• As pessoas que desejam emagrecer, assim como os diabéticos, devem tomar cuidados ao consumir frutas. Os sucos de uva e banana, por exemplo, são compostos de 20% de açúcar. Entre as frutas com baixo valor calórico estão melancia, morango, pera, kiwi e laranja.
• A quantidade diária recomendada de frutas é de 3 porções/dia:
(1 porção = 35 kcal)

Como escolher frutas:

• Antes de comprar é preciso verificar a consistência, a textura e a cor do alimento.
• Prefira comprar as frutas da estação. A safra da época é sempre melhor, tem mais nutrientes e mais sabor. Veja aqui informação sobre as safras.
• Não compre frutas maduras demais.
• Escolha as frutas frescas, de cor brilhante, que estejam íntegras, sem partes estragadas, manchas ou cortes.
• Compre o suficiente para o consumo em poucos dias.



Como higienizar as frutas:

• Em primeiro lugar as mãos tem que estar limpas, lavadas com água e sabão.
• As frutas devem ser lavadas em água corrente, higienizadas em solução de hipoclorito de sódio (siga as instruções de rotulagem) para eliminar microorganismos, em seguida devem ser lavadas novamente em água filtrada, colocadas em utensílios cobertos e armazenadas sob refrigeração. O hipoclorito pode ser encontrado em mercados ou adquirido gratuitamente nos postos de saúde.

Do ponto de vista alimentar, as frutas podem ser classificadas como:

• Cítricas: laranja, limão, abacaxi, caju, lima, grapefruit, mexerica, tangerina, cidra, etc.
• Não cítricas: maçã, pêra, banana, manga, melão, melancia, figo, pêssego, etc.
• Oleaginosas: noz, castanha-do-pará, amendoim, amêndoa, etc.

Alguns derivados de frutas:

• Compota: é feita com a fruta inteira ou cortada em pedaços e cozida numa calda grossa de açúcar. Pode ser aromatizada com canela, baunilha, cravo, casca de limão ou de laranja e licor. É servida fria, como sobremesa.
• Geléia: a fruta é misturada com açúcar e fervida até que fique quase firme. Serve-se geralmente no café da manhã, como acompanhamento de torradas e queijos.
• Calda: é obtida através das frutas inteiras ou em pedaços, com ou sem sementes ou caroços, com ou sem casca, cozidas em água e açúcar. Serve-se como sobremesa.
• Fruta cristalizada: é a fruta submetida a vários cozimentos numa calda de açúcar onde substitui-se parte da água da sua constituição por açúcares. Serve-se como doce.
• Pasta: é um processo semelhante ao da geléia, mas depois côa-se a fruta e cozinha-se até alcançar a consistência de pasta.
• Fruta seca: as frutas são submetidas a um processo de desidratação, devendo ser mantidas ao abrigo do calor e da umidade. Algumas são mais adequadas para este preparo (damasco, ameixa, uva, tâmara)